sexta-feira, 26 de julho de 2013

A calça Beetlejuice

Esse mês fui consumida por um sonho que aos poucos vem se tornando real e em função disso bloguei pouco, mas me inspirei em músicas, escrevi mto, senti, sonhei, sorri e em função disso tudo fiquei com três posts na cabeça e não sabia por onde começar ou pelo que postar primeiro até que vi essa foto da minha Carrie Bradshaw no último espisódio de Sex And The City em fevereiro de 2004...
Como tenho ido mto ao shopping não tem como não observar em todas as vitrines que a calça listrada em preto e branco invadiu todas as lojas de grife e de fast fashion e fez com que o modelo virasse febre. A peça é polêmica; ou amam, ou odeiam, então quero saber a opinião de vcs sobre o modismo desta estação, a peça já ganhou o apelido de Beetlejuice (fazendo referência ao figurino do personagem de Os Fantasmas se Divertem, de 1988) e aparece no guarda-roupa das mais jovens, em leggings ou calças superjustas.
De certa forma, usar peças listradas não é uma novidade no circuito fashion, assim como o xadrez, mas elas sempre se dispõem de maneiras diferentes para quebrar a rotina do look e dar uma inovada no guarda-roupa das mulheres fashionistas. No caso da moda Beetlejuice, é notável certo receio quanto ao uso das calças, pois elas chamam muito a atenção.
Como qualquer peça de roupa, a tendência preto e branco precisa ser usada com certa cautela e sem exageros. O segredo inicial para não fazer errado é usar a peça como se ela fosse única, lhe dando destaque, com o restante do look completamente neutro. Lembre-se que, quanto maior forem as listras, mais a silhueta ficará em evidência. Para não pagar mico na hora de aderir uma legging ou um jeans dentro dessa tendência, veja essas dicas:
Legging: a dica é usá-las com blusas e camisas longas. Elas substituem a meia calça em vários momentos e é preciso ter bom senso na hora de aderi-las;
Wet Legging: elas são um pouco mais brilhantes que as leggings e pedem blusas com tecidos de lã ou de algodão, e peças mais sofisticadas como paletós, suéteres e camisas longas;
Jegging: parece um jeans, mas proporciona o conforto de uma legging, mas é irmã da calça skinny. A dica vai para blusas longas e soltas.
Decidido o tipo de calça à Beetlejuice a ser usada, é preciso tomar cuidado com as cores das blusa; se você quer ser mais discreta, o ideal é misturar peças neutras e lisas, com a regra em mente de que menos é mais.
Além da calça, há shorts e blazers que também se renderam à tendência preto e branco, que dá um toque de modernidade no dia a dia. Sem contar que essas peças podem ser usadas mesmo quando a onda Beetlejuice passar.
Mas para quem já não aguenta mais ver a tal calça por aí, calma: há esperança para a listras. A padronagem rende outras opções de combinações, como explica Gloria Kalil: Para fugir das verticais, como as vistas nas calças, é bom ficar atenta ao efeito ótico na silhueta. “Na horizontal, nosso olhar vai sempre para o lado e não para o esguio”, ressalta Gloria. Uma boa saída é investir em saias e vestidos, ou mesmo em blazers e macacões. “Só tome cuidado com misturas que podem achatar a silhueta: para as baixinhas, horizontal demais diminui”. “É bonito usar com cores. Listra branca com cor, nunca tem erro”, aponta Gloria. Em diferentes cores, fios e combinações, as possibilidades para a vida real são quase infinitas e algumas celebridades já investiram na proposta.
A calça não é feia de tudo, até alonga a silhueta; o problema são as mulheres (muitas funkeiras) que estão usando e como estão usando... Eu quase morri ao ver essa calça na vitrine da MIROA com uma camiseta de manga longa do RAMONES!! (sim, Ramones, maravilhosa banda de punk rock que eu adoro e que virou modinha, mas aí é assunto pra outro post)...

3 comentários:

Fernanda disse...

Acho linda. O negócio é usar com sabedoria!

Adriana Moraes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adriana Moraes disse...

Não combina com tudo nem com todos, é preciso ter discernimento para combinar com esse look, coisa que falta e muito por onde eu passo. O que eu posso dizer? Até agora só vi pessoas que usam e abusam da falta de bom senso!